Publicidade Cabeça

Vitor Penido define uma palavra em seu governo: austeridade





Vitor quer austeridade e vem sendo comparado a Michel Temer, que propôs 20 anos de congelamento de gastos públicos; medida poderá diminuir investimento em saúde e educação

O governo Vitor Penido definiu uma palavra para iniciar seu quinto mandato em Nova Lima: austeridade. Mesmo que as contas do município tenham melhorado seu rendimento se comparado ao ano de 2015, o político do Democratas quer que seus secretários sejam o mais austero possível.

Vitor que venceu a eleição no último dia 2 de outubro, veio de três derrotas consecutivas nos últimos 12 anos. Contudo, em 2016, ele venceu Jaconias Gomes, do PRB, com mais de 69% dos votos válidos.

Jaconias, inclusive, apoiou a derrota de Vitor em 2012, quando o ex-deputado federal foi derrotado por Cassinho Magnani Júnior, à época do PMDB. 

A receita esperada pela Prefeitura em 2017 é de R$466 milhões de reais, conforme Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) cujo o qual a nossa equipe teve acesso. Ainda não há informações sobre programas que serão mantidos ou cortados da estrutura pública.

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.