Publicidade Cabeça

Nos bastidores, prefeito e presidente da Câmara estão rompidos




Segundo informações apuradas pela redação do Sempre Nova Lima, o prefeito de Nova Lima, Vitor Penido (DEM), e o presidente da Câmara dos Vereadores, José Guedes (DEM), estão rompidos. A situação é muito por causa do orçamento enviado pelo prefeito à Câmara, cujo o qual Zé Guedes é contrário.




Vitor propôs um orçamento de R$10 milhões de reais para o legislativo em 2017. Contudo, muitos especialistas afirmam que com isso a Câmara não conseguirá trabalhar e além de tudo a independência entre os poderes estaria ameaçada.

Já o prefeito do Democratas afirma que se assim não for, a prefeitura não terá como enfrentar o déficit nas contas públicas municipais para o próximo ano. O déficit deverá chegar a R$162 milhões se nada for feito em 2017, segundo dados apresentados pelo secretário de Administração, Jean Seabra.

O pior clima entre Zé e Vitor ficou evidenciado numa sessão plenária dos vereadores quando o prefeito foi convidado para explicar a situação das contas do município. Houve um momento em que o chefe do poder executivo chegou a dizer que "há excessos na Câmara", deixando o presidente da casa legislativa furioso.

Zé não vive os melhores dias como político. Recentemente a Dra. Adriana Garcia Rabelo, juíza eleitoral da comarca de Nova Lima, reprovou as suas contas de campanha

Guedes teria usado dinheiro em espécie na sua campanha. Ela (Dra. Adriana) afirmou que usar dinheiro próprio em campanha não configura irregularidades, contudo, não explicar de onde essa verba é oriunda é sim um preceito para a rejeição das contas: "O candidato injetou em sua campanha recursos próprios, o que, por si só, não induz a nenhuma irregularidade", escreveu em sua decisão e logo depois continua:


"Contudo, tais recursos não foram declarados nem no Registro de Candidatura nem no Imposto de Renda."

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.