Publicidade Cabeça

Nova Lima está no Top 5 das cidades mais ricas da RMBH





Em crise? Possivelmente sim. Mas isso não tira o brilho de Nova Lima como a quarta cidade mais rica da Região Metropolitana de Belo Horizonte. A queda no preço do minério de ferro no mercado internacional acabou gerando conturbações políticas e econômicas para o município, mas, mesmo assim, manteve a cidade como uma das mais milionárias da região.


Em 2013, para se ter uma ideia, o governo Cassinho Magnani (PR antes PMDB), obteve superávit de quase R$90 milhões de reais sem contabilizar os recursos provenientes do Imposto Predial e de Territorial Urbano (IPTU) daquele ano. Mas, o preço do minério renovava novas máximas naquele período. Agora, com a baixa da commodity, a previsão é de rombo de mais de R$120 milhões de reais.


Com a crise brasileira e, com uma certa crise no mercado internacional (apesar do preço do minério se recuperar minimamente), a cidade está passando por dificuldades financeiras. Cabe ressaltar que quando a atividade econômica cai, a arrecadação de impostos também segue a mesma direção.


Segundo o jornal "A Notícia", Betim, Contagem, Ribeirão das Neves e Nova Lima formam o Top 4 das cidades que mais arrecadam no colar metropolitano. Além dessas, para completar as cinco primeiras, Santa Luzia também integra o time. Betim estimou arrecadação de R$1,8 bilhão e Contagem R$1,7 bilhão.


Já Ribeirão das Neves disse que poderia arrecadar R$749 milhões e Nova Lima R$460 milhões. A quinta cidade no ranking (Santa Luzia) arrecada R$353 milhões. Contudo, o nosso município arrecadou um valor acima deste mencionado, algo a mais do que R$500 milhões. Para se ter uma ideia, Raposos e Rio Acima disseram que iriam arrecadar em 2016 R$39 milhões e R$51 milhões respectivamente.


Da lista divulgada, Raposos é o que tem menor orçamento programado e votado pelo Poder Legislativo.

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.