Publicidade Cabeça

Com insultos da platéia Câmara vota e aprova LOA com emendas






Com o clima extremamente tenso e insultos aos vereadores provenientes do público, a Câmara dos Vereadores votou a Lei Orçamentária Anual (LOA) e emendas dos parlamentares que foram aprovadas e enviadas para a sanção do prefeito. Agora, Vitor Penido de Barros (DEM) terá 15 dias para aprovar ou vetar a LOA e as emendas.

Por várias vezes os vereadores tiveram que parar suas falas porque o público gritava no plenário. O vereador Álvaro Azevedo (PSDB), vice-presidente da casa, chegou a pedir a polícia e a Guarda Civil para retirar um sujeito que teria proferido críticas pessoais à sua figura.

Só o vereador Silvânio Aguiar (SD) fez mais de 35 emendas. Uma delas retira R$900 mil reais do Villa Nova Esporte Clube e transfere para investimento em esporte e outras que aumenta o repasse do Hospital Nossa Senhora de Lourdes. Além disso, os vereadores aprovaram o repasse de R$20,9 milhões de reais à Câmara Municipal.

Já os vereadores José Geraldo Guedes (DEM) e Álvaro, retiraram pelo menos 20% de algumas pastas do governo municipal para ampliar o orçamento da Educação e da Saúde do município. Os R$10,9 milhões que serão repassados a mais para a Câmara foram retirados da Secretaria de Administração.

O parlamentar Wesley de Jesus (PEN) foi vaiado ao criticar e votar contra a redução do orçamento do Gabinete do Prefeito. Wesley disse que tal verba serve para contribuir com o passe estudantil, que paga a ida e volta de estudantes universitários à Belo Horizonte, onde normalmente estes estudam.

Outras inúmeras emendas foram votadas e aprovadas, apenas uma foi rejeitada (uma que Wesley propunha reduzir para R$10 milhões o orçamento da Câmara).

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.