Publicidade Cabeça

Jovem nova-limense passa em medicina na UFMG após muito trabalho




O jovem Matheus Victor chamou a atenção do Sempre Nova Lima. O nova-limense, após muita garra e luta, passou em 20º no curso de medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). 
Mas não apenas passou, ele conquistou com muita perspicácia a vaga que é uma das mais concorridas do Brasil. São inúmeras pessoas com o mesmo objetivo: estudar medicina e ajudar as pessoas. E hoje, no Brasil atual, é sim possível que pessoas possam sonhar com bons empregos, com belas profissões, como essa.

Matheus é o exemplo vivo. Ele falou com o Sempre sobre como foi a sua árdua caminhada. Nos contou que em 2015 seu irmão gêmeo foi aprovado e ele não. Inclusive, o seu irmão trancou a faculdade e logo em seguida lhe ajudou com inúmeros exercícios.

Matheus disse que estudava a maior parte do dia, mas sempre separava 1 hora para ter seu momento de fé. Agradeceu à todos, mas especialmente à Deus. Leia a entrevista abaixo:


1) Matheus, você já tentou se candidatar à vaga outras vezes?

R: Sim. Desde o segundo ano do ensino médio, eu e meu irmão gêmeo, tentávamos uma vaga na UFMG no curso de medicina. Inicialmente, como o meu pai não tinha condições de custear um preparatório privado para o vestibular, nós nos preparamos em um cursinho de Nova Lima, chamado: Potencial, durante dois anos, no ano de 2012 e 2013. Após esse período, nós decidimos estudar em csa. Em 2014, o ano foi muito exaustivo, mas não foi proveitoso em virtude da falta de auxílio de professores que nos orientassem. No ano de 2015, devido a uma promoção recebida por meu pai, eu e meu irmão preparamos em um cursinho particular, o qual foi de extrema importância para que o meu irmão, João Pedro, passasse, enquanto eu não consegui.

2) Quantas horas por dia você estudava? Qual era seu plano de estudos?

R: Todos anos que estudei foi de grande renúncia:  perdia festas, passeios, finais de semana e férias. Estudava quase o dia todo, dormia apenas 6 horas e separava, pelo menos, 1 hora dos meus dias para um momento com Deus. Essas ocasiões foram fundamentais para meu desempenho! O meu método de estudo era assistir às aulas e, posteriormente, realizar uma série de exercícios. Desse modo, avaliava o assunto que estava deficiente e concentrava meus esforços nessa área. Enquanto para redação, fazia, em média, 3 por semana de diverso assuntos.

3) Quais os principais percalços no seu caminho?

R: O meu desafio era o nervosismo, ficava muito estressado no momento dos exames: imaginava o que terceiros iriam pensar se eu fracassasse novamente. Até que, no ano de 2016, eu aprendi que tudo tinha o tempo certo e, finalmente, nesse ano obtive o resultado desejado.

4) Quem você pode citar que sempre esteve ao seu lado?

R: A pessoa que não apenas esteve, mas está ao meu lado é Jesus, o qual não me deixou desistir. Ele colocou pessoas ao meu lado, como minha família, e, principalmente, meu irmão gêmeo, o qual, mesmo depois de ter passado em medicina, no ano de 2015 na UFMG, escolheu trancar sua matrícula para poder me ajudar durante 6 meses, corrigindo meus exercícios e redações. Dessa forma, o resultado obtido esse ano não é apenas meu, mas do esforço dos meu pais, irmãos e professores.

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.