Publicidade Cabeça

País paralisa contra reformas de Michel Temer



Foto: Território Jurídico

Pelo menos 23 estados deverão aderir a paralisação nesta quarta-feira, dia 15, convocada por centrais sindicais, contra a Reforma da Previdência e a Reforma Trabalhista, propostas pelo governo Michel Temer.

O governo afirma que as medidas vão ajudar o país voltar a crescer; economistas divergem. Na proposta original feita por Temer e Henrique Meirelles, este último ministro da Fazenda, uma pessoa conseguiria aposentar com 100% da média dos seus salários, se contribuir com a Previdência por 49 anos.

Neste caso, a pessoa teria que contribuir no mínimo 25 anos, mas não se aposentaria por tempo de contribuição mais, apenas quando atingisse 65 anos de idade. Na reforma os militares foram poupados, mas servidores públicos e políticos perdem o regime especial.

Atualmente o regime em vigência foi criado pela ex-presidente Dilma Rousseff, que estabeleceu uma pontuação somando a idade da pessoa mais o tempo de contribuição. Mulheres, inicialmente, necessitariam obter 85 pontos e homens 95 pontos.

Já a reforma trabalhista estabelece que acordos feitos entre empresa e trabalhador sobreponham a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Além disso, na reforma poderá ser aprovado, ainda, a terceirização da atividade fim das empresas.

O que vai parar?

Em Belo Horizonte o Metrô vai parar. Contudo, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Belo Horizonte e Região Metropolitana (STTR-BH), os ônibus não vão parar, apesar dos trabalhadores deste serviço aderirem à greve. 

Os postos de saúde devem paralisar, a coleta de lixo será afetada, administração, Sudecap e fundações municipais vão aderir, Correios também não funcionam, escolas e universidades terão professores de greve, trabalhadores de indústrias também prometem paralisação.

Em Nova Lima houve um indicativo de paralisação nas escolas estaduais, porém, não confirmado. A Prefeitura de Nova Lima deverá trabalhar normalmente.

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.