Publicidade Cabeça

Sindserp convoca paralisação para o dia 31 em Nova Lima





O Sindicato dos Servidores Públicos de Nova Lima convocou para a próxima sexta-feira, dia 31, uma paralisação das atividades dos servidores contra a Reforma da Previdência, a Reforma Trabalhista e o corte de direitos.

O governo Michel Temer conseguiu aprovação do projeto de terceirização no Congresso Nacional, algo que poderá comprometer avanços trabalhistas, segundo órgãos competentes. Além disso, a Reforma da Previdência está na iminência de ser votada na Câmara dos Deputados, apesar do governo parecer não ter maioria para aprovar a reforma.

Não só Nova Lima terá um dia de protestos. Outras cidades e outros movimentos também prometem novas manifestações contra as reformas de Temer. As escolas estaduais nova-limenses já estão paralisadas há algum tempo, também contra as reformas impostas (Leia Aqui).

Segundo informações apuradas pelo Sempre Nova Lima, a concentração dos servidores acontecerá na Praça Bernardino de Lima, às 10h. Para além da questão previdenciária e trabalhista, o Sindserp tem se mantido vigilante quanto a possíveis cortes de benefícios dos servidores municipais que poderá ser empreendido pelo governo Vitor Penido.

O prefeito democrata tem repetido insistentemente que se a folha salarial permanecer no patamar em que está, a prefeitura não conseguirá fechar as contas e não conseguirá, portanto, investir em outras áreas do município.

Contudo, o sindicato contesta a conta feita pela equipe econômica do governo municipal e afirma que o endividamento com a folha de pagamento não ultrapassa o mínimo constitucional de 54%. O prefeito, por sua vez, afirma que hoje gasta algo em torno de 70% da arrecadação com pagamento de pessoal (Leia Aqui).

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.