Publicidade Cabeça

STF afasta Aécio do mandato, prende sua irmã e pode prendê-lo





O Supremo Tribunal Federal determinou o afastamento imediato do senador tucano Aécio Neves (PSDB-MG), presidente da sigla em âmbito nacional e presidenciável derrotado por Dilma Rousseff (PT) em 2014. O Supremo determinou ainda a prisão preventiva da sua irmã, Andrea Neves.


Neste momento agentes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal estão dentro do apartamento de Aécio no Rio de Janeiro. Há mandados de busca e apreensão para locais também em Belo Horizonte, a capital mineira.

Além de Aécio, o deputado Rocha Loures (PMDB-PR), também é alvo de mandado de busca e apreensão. Ele é apontado como quem pegou a mala de dinheiro que iria pagar o silêncio de Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados e preso pela Operação Lava Jato em Curitiba.

A informação foi repassada por Joesley Batista, presidente do grupo J e F, controladora da JBS, principal empresa de proteína animal do país. Joesley teria gravado Temer dando aval para silenciar Cunha com R$500 mil reais semanais. O mesmo também teria gravado Aécio pedindo R$2 milhões de reais em propina para custear sua defesa na Lava Jato.

A Procuradoria Geral da República já solicitou ao STF a prisão de Aécio. A matéria será levada ao Plenário da corte.

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.