Publicidade Cabeça

Ex-presidente Lula é condenado em segunda instância a mais de 12 anos de prisão



Foto: Veja




O Tribunal Regional Federal da 4º região não só manteve a decisão do juiz Sérgio Moro, juiz de primeira instância de Curitiba e responsável pela Operação Lava Jato, mas como aumentou a pena do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, do PT, de 9 anos e seis meses para 12 anos e um mês em regime fechado. 

Lula é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O Ministério Público sustenta que o petista recebeu um triplex no Guarujá e alterações na unidade como forma de propina paga pela OAS Empreendimentos.

Existia a expectativa de que Lula fosse condenado por dois votos dos três desembargadores. Contudo, a decisão foi por unanimidade. O ex-presidente ainda tem como recorrer da decisão para o Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília. Já a prisão do petista só poderá ocorrer depois de esgotar todos os recursos no TRF4.

Lula se diz inocente e afirma que o apartamento triplex no Guarujá não é seu. O julgamento que aconteceu em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, foi acompanhado por centenas de pessoas prós e contras ao ex-Chefe de Estado.

O ex-presidente que se diz candidato à presidência está, virtualmente, inelegível com a sentença,apesar de poder levá-la para a terceira instância. Agora, apenas uma liminar garante que Lula poderá registrar candidatura em agosto deste ano.

O PT afirma não ter plano B para a eleição. Contudo, especula-se que o nome de Ciro Gomes possa ser um dos nomes caso Lula de fato seja impedido.

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.