Publicidade Cabeça

Prefeitura confirma a sexta morte por Febre Amarela








A Prefeitura de Nova Lima confirmou a morte de mais uma pessoa em decorrência da Febre Amarela. A pessoa foi internada no início da semana e veio a óbito nesta quinta-feira, dia 18. Esta é a sexta morte confirmada, portanto.

Além disso, há uma pessoa internada sob suspeita de estar com a doença. Nova Lima está em situação de emergência em saúde pública há dois dias, depois que a PMNL confirmou a morte da quinta vítima. (Leia Aqui)

Como medida para enfrentar a crise na saúde pública, a administração Vitor Penido determinou o fechamento de todos os parques do município e poderá cancelar o carnaval 2018. (Leia Aqui)

Além disso, a Prefeitura vai usar o "Fumacê" e o "Bota Fora", como medidas para complementar o enfrentamento à doença. Até o momento todas as mortes foram causadas pela Febre Amarela silvestre, causada pela picada dos mosquitos Haemagogus e o Sabethes. O mosquito Aedes Aegypti transmite a Febre Amarela urbana, que não é registrada desde 1940 no Brasil.

Estes picam os micos infectados e depois picam seres humanos, o que causa a doença. A Prefeitura de Nova Lima repete inúmeras vezes que é importante se vacinar para ficar imune à doença. Tanto as autoridades brasileiras, quanto a Organização Mundial da Saúde (OMS) atestam que uma dose é válida para toda a vida.

A vacina da febre amarela está indicada para crianças com mais de 9 meses e adultos com menos de 60 anos. Bebês de 9 meses podem tomar a primeira dose e um reforço aos 4 anos de idade. Não é necessário repetir a vacina a cada 10 anos. As pessoas com mais de 60 anos podem receber a vacina, desde que indicada pelo médico.

Atualização às 15h19: A morte desta quinta é de um homem de 46 anos, morador de Santa Rita.

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.