Publicidade Cabeça

Barragem que pode romper em Rio Acima recebe atenção de mineradora








A mineradora ligada à CSN que recebeu a ordem da juíza Ana Cristina, da 2ª Vara Cível da comarca de Nova Lima, para executar planos de contenção de barragens que correm risco de ceder, está acelerando as intervenções nos locais.

A meritíssima concedeu 15 dias para que a Minério Nacional possa executar o que manda a liminar, expedida na última segunda-feira, dia 19 de março. As barragens B2 e B2-auxiliar ficam em Rio Acima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte e ao lado de Nova Lima. (Leia)

O Estado de Minas confirmou que flagrou vários técnicos e operadores trabalhando para estabilizar a estrutura. Já moradores da região estão com medo de "uma nova Mariana" acontecer, já que moram a menos de 100 metros do córrego da barragem.

O descumprimento das medidas determinadas pela justiça acarretará multa de R$ 30 mil à R$ 1 milhão. Segundo técnicos, a barragem está correndo risco de ceder.

As barragens abrigam pelo menos 9 milhões de metros cúbicos de rejeitos da exploração mineral feita naquela região. O valor é consideravelmente menor daquele observado em Mariana, de onde rompeu 62 milhões de metros cúbicos.

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.