Publicidade Cabeça

Mineradoras empregam menos em Minas; Anglo já demitiu mais de 200 funcionários






A gigante da mineração, Anglo Gold Ashanti, já demitiu mais de 200 funcionários nos últimos meses, indo de contra ao melhor momento da mineração com a subida do preço do minério no mercado internacional.

E o momento não é apenas de demissão, bem como de poucas contratações. Um estudo feito pela Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais (Amig) mostrou que o ritmo de contratações é baixo e o principal motivo seria a automação da linha de produção. Ou seja, os robôs estão assumindo os papéis dos humanos em alguns setores.

O crescimento da produção de minério de ferro cresceu 19%, de 372 milhões de toneladas para 440 milhões de toneladas entre 2010 e 2016. Contudo, neste mesmo período, o emprego formal no setor só aumentou 5%.

Além disso, Nova Lima é a cidade que mais recebeu royalties do minério até o momento, neste ano. A fatia recebida pela cidade do montante total é de 13,3%, segundo informações do Departamento Nacional de Produção Mineral (DPNM). (Leia Mais)

A mineração é a principal fonte de arrecadação da Prefeitura de Nova Lima e também dos empregos gerados no município e cidades nos arredores.

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.