Publicidade Cabeça

Nova Lima em alerta por causa da Cinomose, doença que acomete cães





Nova Lima está em alerta devido a casos de Cinomose, uma doença altamente transmissível entre os cães. Segundo o site "Tudo Sobre Cães", a Cinomose "é uma doença que acomete principalmente os filhotes (antes de 1 ano de vida). Ela pode atingir vários órgãos, ou seja, é sistêmica, podendo atuar em todo o organismo. Às vezes cães mais velhos também podem ter Cinomose, normalmente porque não tomaram as vacinas necessárias ou porque estão com a imunidade baixa."

A doença pode ser transmitida "através de animais que se contaminam por contato direto com outros animais já infectados ou pelas vias aéreas quando respiram o ar já contaminado", segundo o site especializado. Isso quer dizer que espirros, secreções oculares, nasais, orais e fezes, transmitem o vírus. A  doença não atinge os humanos.

"Este ato de espirrar pode contaminar cães sadios que estiverem por perto ou até mesmo um humano pode carregar o vírus nas suas roupas ou sapatos, sem se contaminar, indo até um animal sadio, onde será depositado. Portanto, o cão pode se infectar por via respiratória ou digestiva, através de contato direto ou fômites (um humano, por exemplo) e até por água e alimentos que contenham secreções de animais contaminados."

Alguns cães podem apresentar condições assintomáticas, ou seja, não apresentar sintomas. 

Vacinação

Segundo ainda o Tudo Sobre Cães, o filhote necessita ser vacinado pelo menos três vezes para estar imune ao vírus da Cinomose. A primeira dose é dada com dois meses de idade, a segunda com três meses e a terceira com quatro meses. Só após a terceira dose é que a cão ficará imune.

A taxa de mortalidade é de 85%. Isso quer dizer que entre dez cães que adoecem por causa da doença, pelo menos oito morrem e entre um e dois acabam sobrevivendo.

Sintomas

– Tosse
– Espirros
– Febre
– Perda de apetite
– Apatia (o cão não tem vontade de fazer nada)
– Vômitos
– Diarreia
– Secreções nasais
– Secreções oculares (conjuntivite)
– Falta de coordenação motora (o cão parece estar “bêbado”)
– Tiques nervosos
– Mioclonias (contrações musculares involuntárias)
– Convulsões

– Paralisia

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.