Publicidade Cabeça

Carlinhos e Vitor já têm seus candidatos praticamente definidos








A política nova-limense tem seus dois protagonistas: Vitor Penido de Barros, do Democratas, e Carlos Roberto Rodrigues, do Partido dos Trabalhadores. Apesar de alguns outros nomes já ter governado a cidade, como Ronaldes Marques (PSD) e Cassinho Magnani (PR), eles não fugiram da rota destes dois políticos, na atualidade.

É por isso que o Sempre Nova Lima buscou, a praticamente três meses da campanha, saber quem são os candidatos dos dois principais nomes da política da cidade. Além disso, trazemos a capacidade de transferir votos destes, através da enquete do Sempre Nova Lima.

Carlinhos Rodrigues

Carlinhos governou Nova Lima por duas vezes entre 2004 e 2012. No seu último ano elegeu Cassinho que ficou até 2016. Carlinhos que sempre foi do PT, confirmou apoio a dois candidatos, que moram em Nova Lima, inclusive: Miguel Corrêa, hoje deputado federal e que vai concorrer a deputado estadual; e Cristina Corrêa, irmã de Miguel e que teve quase 30 mil votos na última eleição. Ela tenta o cargo para federal.

Miguel, inclusive, foi Secretário de Desenvolvimento e Ensino Superior na gestão Fernando Pimentel e conseguiu levar o estado a ter saldo positivo no Cadastro Geral de Empregos e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. Ele coordenou uma pasta onde implantou programas de qualificação da mão de obra e de estímulo ao empreendedorismo, como as Uaitecs. Cristina que fez parte desta gestão, contribuiu com a implementação destes programas e percorreu cidades aonde conversou com prefeitos de inúmeros partidos, a fim de disseminar as políticas públicas.

Além disso, Cristina adotou uma ação pessoal onde empreendia uma roda de conversa com mulheres, no enfrentamento aos brutais índices de violência contra a mulher no nosso país. Nova Lima foi parte desta ação pessoal. Ela foi deputada estadual e foi eleita suplente nas eleições de 2014.

Rodrigues, segundo enquete do Sempre, possui um poder de transferência de votos de algo em torno de 20,7%. (Leia Aqui)

Vitor Penido

Já o atual prefeito de Nova Lima, Vitor Penido, apesar de não ter deixado explícito que apoiará o atual vice-prefeito, João Marcelo (PSDB), para um cargo na Câmara Federal, e Wesley de Jesus (PEN), para a Assembléia Legislativa de Minas Gerais, é quase que natural que o prefeito apoie ambos.

Isso porque João é da sua base política e afinal de contas é seu vice; e por outro lado, Wesley é seu apadrinhado político, um jovem que foi construído sobre os olhares do velho político nova-limense. Inclusive, nos bastidores Wesley é visto como "filho emprestado" do prefeito, o que gera um certo ciúmes no grupo político do Democratas de Nova Lima.

João Marcelo que foi candidato a vereador em 2012, se tornou vice-prefeito em 2016 na chapa que venceu Jaconias Gomes (PRB). Ele é um dos responsáveis pelo programa social "Papai Noel Mirim". 

Wesley é vereador e líder do governo na Câmara. Ele foi uma das surpresa da eleição passada quando ultrapassou os 2 mil votos.

Penido tem uma possibilidade de transferência de algo em torno de 7,3%, segundo a enquete do Sempre. (Leia Aqui)

Este é um momento importante do jogo político que vai se montando para 2020. Até porque, Vitor não será mais candidato e não há como saber quem será seu nome para a corrida para a Prefeitura. As pessoas até pensam que não, mas os políticos e especialistas já estão raciocinando com as eleições municipais.

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.