Publicidade Cabeça

Bombeiros identificam os mortos em helicóptero que caiu em Minas



Foto: UOL - Paulo Freitas - O empresário Márcio Bissoli




O Corpo de Bombeiros já identificou os dois mortos na queda do helicóptero com prefixo Agusta A109, que saiu de Nova Lima com destino à Congonhas, em São Paulo, e caiu em Espírito Santo do Dourado, no Sul de Minas Gerais.

Se trata de Márcio Bissoli, CEO da mineradora Bauminas, e do piloto, Luiz Gustavo Araújo Soares. No plano de voo constava que o helicóptero possuía quatro pessoas, mas, duas desembarcaram antes.

Próximo do momento da queda, o piloto fez contato com as centrais e reportou problemas mecânicos e dificuldade para pousar. Ele não chegou a pedir emergência já que assim que avisou os problemas a aeronave caiu e sumiu do radar.

Márcio era dono de 18 empresas, sendo 16 delas em Minas Gerais. Entretanto, ele possuía investimentos em São Paulo e também na Bahia. O Centro Regional de Investigações e Prevenções de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) vai investigar as causas do acidente.

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.