Publicidade Cabeça

Morador de Nova Lima lança livro 'O Repentista e o Milongueiro'




Será lançado em Belo Horizonte nesse mês de setembro o livro O Repentista e o Milongueiro – Civilização e Barbárie. 

Ilustrado com fotografias com início em Canudos no sertão baiano, de onde Euclides da Cunha tirou  história para "Os Sertões", o romance de formação nacional brasileiro, e com término na Argentina, de onde saiu "O Facundo" como romance nacional por Sarmiento. 

Através dos dois personagens de formação nacional, o sertanejo repentista brasileiro e o gaúcho milongueiro argentino, e ao lado dos quatro escritores o livro explora o processo histórico de degradação das duas sociedades marcadas pela violência extrema no Brasil e pela quebra financeira constante na Argentina.  

Uma realidade de pobreza da esmagadora maioria da população que tudo paga e nada recebe, sendo bombardeada diariamente pelos discursos conservadores e moralizantes que visam unicamente a manter a própria estrutura de dominação que alimenta a barbárie manifesta no crescimento  assustador da violência social. 

Afinal, o que é a democracia? É votar a cada dois anos? Só?

Um livro instigante com belas fotografias a começar pela da capa em que o autor, Epaminondas Bittencourt, provavelmente  não conseguirá mais realizar: um cenário das sombrinhas entrelaçadas no sertão de Minas Gerais.

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.