Publicidade Cabeça

Prefeitura inicia processo para tornar o clube Villa Nova patrimônio imaterial de Nova Lima




Da Assessoria de Imprensa da PMNL

Um dos clubes de futebol mais tradicionais de Minas Gerais, o Villa Nova completou, neste ano, 110 anos de fundação. Conhecido como Leão do Bonfim, o time de Nova Lima tem grande trajetória e projetou a cidade em nível nacional. Dada a sua importância para o município e para a população nova-limense, o Conselho Consultivo Municipal do Patrimônio Histórico e Artístico de Nova Lima aprovou a abertura de processo de registro do Villa Nova Atlético Clube como bem imaterial do município.

 Segundo a secretária municipal de Cultura, Tatiana Geckler, o processo foi aberto a pedido dos próprios moradores e a próxima etapa consiste na elaboração de um dossiê que comprove a relevância do bem cultural. “Nessa análise de dados deve constar medidas de preservação e execução por parte do Executivo, em prol da manutenção da história do bem imaterial. A avaliação histórico-cultural e a identidade do Villa Nova com o município também é levado em consideração para a aprovação”, explica.

 No caso do registro do Villa, a Prefeitura vai realizar todo o trabalho técnico para apresentação e apreciação final do Conselho Consultivo, visto que o clube não possui um registro histórico pronto. Tão logo seja finalizada essa etapa, o trabalho será apresentado aos conselheiros em uma nova reunião. Como as atividades estão em fase inicial, ainda não é possível definir quando será o prazo de conclusão. É necessária uma série de depoimentos e recolhimento de materiais e documentos que comprovem e contextualizem a importância do bem. “O clube possui uma importante relação histórica com a cidade e com os moradores e será mensurada durante o desenvolvimento do trabalho de pesquisa histórica para elaboração do dossiê. É um patrimônio e referência da cidade”, concluiu Tatiana.

De acordo com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), são considerados bens culturais imateriais conhecimentos enraizados no cotidiano das comunidades; manifestações literárias, musicais, plásticas, cênicas e lúdicas; rituais e festas que marcam a vivência coletiva da religiosidade, entretenimento e outras práticas da vida social; além de mercados, feiras, santuários, praças e demais espaços onde se concentram e se reproduzem práticas culturais.

Inovação no futebol

Com uma história de conquistas no futebol mineiro, o Villa Nova revolucionou o esporte através do treinador Martim Francisco que ousou romper o sistema inglês “WM” e implantou o famoso esquema tático 4-2-4, ainda utilizado no futebol. Com este modelo de jogo o Brasil conseguiu o tricampeonato mundial em 1958, 1962 e 1970. Tamanha inovação está eternizada nas páginas do livro “Martim Francisco – Uma Revolução no Futebol”. O lançamento será no dia 13 de setembro, às 19 horas, no Hall da Prefeitura com a coordenação do Núcleo de Atividades Literárias da Secretaria de Cultura.

A obra escrita por Lígia Maria Leite Pereira e Mauro Fiúza Campos Filho com a coordenação de Doorgal Gustavo Borges de Almeida e prefácio de Tostão conta a trajetória do técnico que aos 23 anos, tornou-se técnico do Villa Nova em 1951, na conquista do Campeonato Mineiro pelo Leão do Bonfim. Posteriormente, comandou o Villa Nova em 1963 e anos 1971, 1972, 1976 e 1977. Imperdível para os fãs do Leão do Bonfim e do futebol.

Serviço:

Lançamento do livro “Martim Francisco – Uma Revolução no Futebol”.

Dia: 13 de setembro de 2018

Horário: 19 horas

Local: Hall da Prefeitura

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.