Publicidade Cabeça

Homens são presos no residencial Padre João Marcelino; PM identifica suspeito de assassinato





Pelo menos três homens foram presos nesta semana pela Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas (ROTAM) no residencial Padre João Marcelino, em Honório Bicalho. Os policiais empreenderam ação no local depois do assassinato de um jovem e sua namorada, de apenas 17 anos. (Leia)

A PM, ao chegar no conjunto habitacional, abordou os homens chamados de Marcelo, Róbson e Gustavo, que acabaram tentando fugir. O Róbson adentrou num matagal e pulou o muro, quando foi abordado por uma viatura que estava fora do local; e o Marcelo fugiu para o segundo andar de um dos prédios do complexo e foi preso numa sala de um dos apartamentos.

Os policias encontraram drogas, dinheiro (R$10 mil reais), explosivos e necessitou de um grupo especial de policiais que usam cães para farejar mais drogas nos apartamentos. Parte dos objetos ilícitos foram encontrados num fundo falso de um carro.

A PM recebeu denúncia anônima de que os responsáveis por assassinar Lucas, de 24 anos, e sua namorada, estavam traficando no conjunto. Com isso, a ROTAM planejou a ação para prender os criminosos.

Irmão de Marcelo é um dos suspeitos

Apesar de não ter sido encontrado, o irmão de um dos presos nesta ação da Rotam (Marcelo) é um dos suspeitos de ter praticado o crime dentro do residencial Padre João Marcelino que matou Lucas e sua companheira. 

Os criminosos entraram no apartamento do jovem encapuzados, mas antes de morrer uma das vítimas conseguiu identificar o rosto de um dos assassinos.

No veículo de fundo falso onde encontraram a droga, foi encontrado, inclusive, os documentos do jovem assassinado. Isso mostra que a PM está próxima de encontrar os assassinos e que de fato a morte de Lucas está ligada ao tráfico de drogas.

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.