Publicidade Cabeça

Vereadores querem CPI das Barragens em Nova Lima





Os vereadores Silvânio Aguiar (Solidariedade) e Tiago Tito (PSD) querem que a Câmara dos Vereadores de Nova Lima instale uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a situação das barragens utilizadas pelas mineradoras na cidade. 

A ação é uma resposta mais dura por parte da Câmara, depois da tragédia em Brumadinho. Em 2015, após o rompimento da barragem do Fundão, em Mariana, a Câmara criou uma audiência pública para discutir a situação nova-limense. Naquela ocasião foi cobrado da mineradora Vale mais ações e informações quanto as barragens.


Mas não só a Vale será provocada nesta CPI. A Anglo Gold Ashanti, que tem instalado sirenes no bairro Galo, e a Mundo Mineração, empresa que paralisou as suas ações em Rio Acima e abandonou uma barragem que está sistematicamente condenada pelos especialistas e pode atingir o Rio das Velhas, contaminando o rio que abastece a Região Metropolitana de Belo Horizonte, também serão cobradas.


O requerimento de Tito e Silvânio foi aprovado na primeira sessão plenária de Fausto Niquini (PSD), como presidente da Câmara. Os demais vereadores pediram para assinar o requerimento conjuntamente a Tito e Aguiar.


A legislação que versa sobre a segurança e licenciamento para construção de barragens é estadual e federal. Portanto, os responsáveis pela lei são os deputados estaduais e federais. A Comissão Parlamentar de Inquérito visa, sendo assim, criar uma pressão legislativa nas empresas, a fim de buscar mais ações afirmativas no que diz respeito a segurança das barragens.


O Sempre Nova Lima mostrou que a barragem de Macacos, no complexo Tamanduá, apresenta rachaduras e o concreto se solta facilmente. Ela atingiria em cheio o distrito de Macacos. (Leia)

Nenhum comentário

Sempre Nova Lima - 2016. Tecnologia do Blogger.